Quando decidi ser bibliotecária realmente queria disponibilizar para as pessoas o que me fez acreditar na possibilidade de transformação do mundo: a informação. A cada dia aprendo com os colegas, freis e jovens da instituição. A crença de que o meu trabalho pode oportunizar conhecimento, uma decisão de vida, uma escolha, um novo saber é muito gratificante. Acredito que aprendi mais que doei, conheci mais que me conheceram e continuo a acreditar que com os jovens podemos fazer algo diferente. Para aqueles que tem dúvida de uma profissão conheçam a Biblioteconomia, entrem em uma biblioteca, leiam. Quem lê vai muito longe, que pode ser dentro de si mesmo ou para algum lugar muito diferente. Paz e Bem.

12 de março, dia da Bibliotecária.

Andréa Fontoura
Bibliotecária do Instituto Cultural São Francisco de Assis

Faça sua doação