Jovens músicos da Orquestra Casa São Francisco emocionam público no Ministério da Fazenda em Porto Alegre

Há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Tempo de nascer, e tempo de morrer;

Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;

Tempo de guardar, e tempo de lançar fora;

Tempo de amar, e tempo de odiar;

Tempo de guerra, e tempo de paz.

Eclesiastes 3:1-8

Há tempo para sair de nós mesmos; momento em que podemos ver que há algo além: existe o outro! Um outro tão diferente, tão frágil, tão cheio de conflitos e de suas inúmeras batalhas diárias pela sobrevivência, mas que apesar de tudo isso, nos traz paz, nos alenta, nos dá esperança!

2016 não deixará saudades, argumentam alguns, mas tivemos momentos como o de hoje, 15/12 quando os servidores do prédio do Ministério da Fazenda receberam um público totalmente diferente do habitual.

Jovens e adolescentes que compõem a Orquestra Casa São Francisco, que tem como proposta promover a inclusão social de crianças e adolescentes da comunidade da Lomba do Pinheiro através da iniciação musical e da prática de orquestra emocionaram os presentes com músicas com letras que demonstram o desejo dos integrantes que a compõem: o desejo de paz, de ser feliz e de ter direito de viver numa sociedade mais justa e mais igualitária.

O grupo é composto por 35 integrantes divididos em 5 naipes de instrumentos: violino, viola, violoncelo, flauta doce e percussão. As aulas e os ensaios são realizados duas vezes na semana, contando com uma equipe de cinco monitores, além da jovem maestra Keliezy Severo.
Segundo Keliezy, os alunos têm contato com os diversos gêneros musicais desde a música erudita à popular, mas na comunidade o gênero que mais é cultivado é o hap, o rip rop, o funk. “Como uma maneira de desabafar a realidade que nós temos no nosso dia a dia colocamos no nosso repertório a música “Rap da Felicidade” fazendo um arranjo adaptando declamação, canto e instrumento”, disse.

Fábrica de Gaiteiros

Também se apresentaram alguns dos jovens que fazem parte do projeto a Fábrica de Gaiteiros que tem parceria com Renato Borghetti. Os alunos estiveram acompanhados do professor Elber Fagundes. Apresentaram músicas como “Merceditas”,”Milonga para as Missões”, “Noite Feliz”, “Missioneiro” e “Asa Branca”. Estavam presentes os gaiteiros Gabriel (12 anos), Gustavo (12 anos), Wictor (9 anos) e Paulo Iran (12 anos).

As aulas de gaita acontecem duas vezes por semana no estúdio do CPCA, na parada 10 da Lomba do Pinheiro.

O diretor do Centro de Promoção da Criança e do Adolescente, Frei Luciano Bruxel, agradeceu a recepção feita pelos servidores da Receita Federal e pela divulgação da campanha de Natal que está sendo divulgada para arrecadar material escolar e a campanha para a destinação do Imposto de Renda. Segundo ele, “tudo faz parte da construção do futuro das crianças, que passa pela música, pela arte buscando o desenvolvimento integral das crianças e adolescentes”.

Ao encerrar, salientou que o CPCA é uma instituição franciscana, que trabalha com as mais diferentes expressões, incluindo a espiritualidade. Convidou a todos para juntos rezar a Oração da Paz, de São Francisco, pois “Estamos num momento de grandes conflitos no mundo e na nossa sociedade”, disse.

Segundo um estudo da ONU sobre a violência no Brasil, num período de dez anos 192 mil jovens foram mortos, o que significa mais jovens mortos por violência do que nos maiores conflitos de guerra no mundo, que fizeram 170 mil baixas, incluindo dados do Afeganistão e da Síria.

30 mil jovens perdem a vida por ano no Brasil, 164 ingressam no sistema penitenciário brasileiro, oito por hora, o que, segundo Frei Luciano, justifica em muito o trabalho desenvolvido pelo CPCA.

A apresentação foi dia de festa para os participantes da Orquestra, que na hora da foto com o grupo todo e representantes da Receita Federal, gritaram “Cachorro Quente” na hora do habitual “X”, pois os esperava um lanche organizado pela Assistente de Gabinete, AFRFB Anelise Hackbart Porn, uma das organizadoras da recepção da jovem Orquestra.

Prestigiaram a apresentação o Superintendente da 10ª Região Fiscal da RFB, Paulo Renato Silva da Paz, o Inspetor-Chefe da Inspetoria da Receita Federal do Brasil, Gastão Tonding, a chefe da Divisão de Interação com o Contribuinte, Maria Angélica Flores Orth e servidores de todas as áreas em exercício no prédio do Ministério da Fazenda em Porto Alegre.

Loiva Bossle da Rosa Meyer

DOE AGORA